Você está aqui: Página Inicial > Contents > Destaques > Lançamento da segunda etapa do Plano Institucional de Internacionalização da UFPB. Documento de referência entregue aos Diretores de Centro.

Notícias

Lançamento da segunda etapa do Plano Institucional de Internacionalização da UFPB. Documento de referência entregue aos Diretores de Centro.

Em ação conjunta das Pró-Reitorias PRPG e PROPESQ, cumprindo o cronograma estipulado, foi lançada no dia 29 de maio de 2017, em reunião do Conselho Técnico Administrativo da Reitoria da UFPB, presidido pela senhora Vice-Reitora, a segunda etapa do Plano Institucional de Internacionalização.
por publicado: 07/06/2017 09h17 última modificação: 12/06/2017 08h49

Em ação conjunta das Pró-Reitorias PRPG e PROPESQ, cumprindo o cronograma estipulado, foi lançada no dia 29 de maio de 2017, em reunião do Conselho Técnico Administrativo da Reitoria da UFPB, presidido pela senhora Vice-Reitora, a segunda etapa do Plano Institucional de Internacionalização.

Na ocasião, os Pró-Reitores Maria Luiza Alencar Mayer Feitosa (PRPG) e Isac Almeida de Medeiros (PROPESQ) apresentaram e entregaram aos(às) senhores(as) Diretores(as) de Centro da UFPB uma cópia do documento de referência que servirá de guia para a elaboração das propostas de internacionalização dos Cursos e Programas de Pós-Graduação da UFPB, no âmbito dos Centros de ensino. Essa ação foi informada, igualmente, na reunião do Conselho Universitário – CONSUNI ocorrida no dia 30 de maio, com distribuição do material aos conselheiros.

Para fomentar o protagonismo das Instituições de Ensino Superior (IES) no processo de internacionalização da educação, ciência, tecnologia e inovação brasileiras, a CAPES, agência do fomento ligada ao Ministério da Educação, propôs a criação do Programa Mais Ciência Mais Desenvolvimento (MCMD), para o ano de 2017, com previsão de duração para 4 anos (de 2018 a 2021). Essa ação provoca as Universidades à discussão e elaboração, em cada IES, de um diagnóstico sobre a situação atual de internacionalização, com Relatórios encaminhados à Agência, seguidos da apresentação de um projeto institucional através de Edital a ser aberto por aquele órgão federal.

Em geral, o Plano de Internacionalização proposto pela Capes demandará de cada Instituição uma tomada de posição estratégica em torno de algumas etapas: (i) discussão e apresentação do diagnóstico; (ii) discussão e elaboração de diretrizes institucionais de internacionalização; (iii) discussão e aprovação de um Plano Institucional de Internacionalização; (iv) elaboração da proposta de internacionalização a ser encaminhada à Capes, com pedido de financiamento, para o quadriênio indicado.

De maneira específica, o plano deverá contemplar (i) a ampliação das oportunidades de mobilidade bilateral de alunos de graduação e pós- graduação, garantindo a provisão de ensino com padrão de excelência internacional; (ii) o aprimoramento das atividades de pesquisa e pós-graduação por meio do estabelecimento de parcerias e redes internacionais, com priorização das parcerias; (iii) a consolidação de acordos de cooperação em nível internacional, em temas globais, mas de interesse da UFPB; (iv) o estabelecimento e/ou aprimoramento de infraestrutura para sustentabilidade do processo de internacionalização, incluindo formulação de procedimentos e fluxos operacionais para planejamento, execução, comunicação, divulgação e monitoramento das ações.

Os dezesseis Centros terão os meses de junho e julho para discutir e elaborar seus Planos de Ação Institucional e suas políticas de internacionalização. As Pró-Reitorias PRPG e PROPESQ deverão consolidar esses dados e apresentar, em agosto, a minuta de Resolução aos órgãos superiores da UFPB, antes de enviar o Plano Institucional à Capes, provavelmente em outubro de 2017.

Nas homepages da PRPG e da PROPESQ estarão disponibilizados em PDF os seguintes documentos: (i) documento de referência; (ii) proposta-modelo (template); (iii) diagnóstico encaminhado à Capes.

 

Seguem anexos o documento de referência e o comprovante:

 

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA

 

COMPROVANTE

 

MODELO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA